16 ago 5 regras essenciais para tornar sua comunicação mais clara

Alguma vez você já se sentiu mal compreendida? Como se as pessoas distorcessem o que você estava falando?

Já sentiu dificuldade para expressar seus pensamentos ou emoções por não encontrar palavras que representassem exatamente aquilo que você estava sentindo?

Experiências assim são mesmo frustrantes.

Comunicar, de fato, é uma arte.

Parece um grande paradoxo, já que todos nós nos comunicamos o tempo inteiro, ininterruptamente, seja verbalmente (falando ou escrevendo) ou pelo não verbal (através de expressões corporais e faciais, tom de voz, imagens, gestos…).

Embora o ato de nos comunicar seja tão natural (e vital!) quanto andar, comer e respirar, dependendo dos contextos onde a comunicação se dê, tudo pode complicar.

Falar com estranhos, falar em público, expressar opinião contrária à da maioria das pessoas ou manter o raciocínio sob pressão são alguns dos exemplos dos muitos contextos onde quase todo mundo paralisa.

As palavras somem, as ideias parecem não se sustentar até o fim e a emoção embota ao ponto de nos emudecer.

Vemos então como estar presente, centrado e consciente são comportamentos fundamentais para o sucesso da nossa comunicação. Da nossa expressão.

Mas atenção! Quando eu disse que comunicar é uma arte, não quis dizer que é preciso ser um artista, ter talentos específicos e extraordinários ou ser um gênio para abrir a boca e falar!

Pode relaxar!!!

Quis dizer que é uma arte por ter um colorido muito diversificado e que quando a gente sabe escolher a tela onde pintaremos nossas ideias – o momento adequado para nos expor – naturalmente saberemos escolher as cores mais adequadas, bem como os pinceis que externalizarão tudo aquilo que desejarmos transmitir.

Agora vou te mostrar que toda comunicação parte de uma grande parceria – você e a pessoa (ou pessoas) com quem irá se comunicar. E que esta relação é no fundo um convite a uma dança que pode ser muito proveitosa e prazerosa de bailar!

Vamos lá?

 

1 – Tudo começa em você

Parece óbvio, não é? Se você quer falar algo para alguém, a comunicação começará em você! No seu desejo de dividir um pensamento, uma mensagem, uma emoção.  

No entanto, fique alerta! Você certamente precisará da atenção da outra pessoa! E se deseja de verdade que tudo dê certo, respire fundo e não chegue atropelando com ansiedade! Certifique-se se o momento é mesmo o melhor para falar! Afinal, você merece atenção!

Para tanto, conheça a pessoa com quem vai conversar! Isso mesmo! Saber como ela é, como fala, do que gosta, como se comporta, te ajudará a adequar a sua comunicação de modo a tornar a pessoa receptiva a você!

Se for uma criança, certamente você não usará um vocabulário extremamente rebuscado e buscará ser bem objetivo, para que ela compreenda tudo. Certo?

Mas se seu interlocutor for uma executiva com a qual você busca uma parceria, o papo será outro! Sua postura, tom de voz, vocabulário e gestual mudarão!  

A essa percepção do outro antes mesmo de começar a falar, chamamos de rapport. De busca por empatia. Agimos de maneira educada, gentil, confiante e convidativa para que a pessoa com quem desejamos dialogar sinta-se motivada a nos ouvir!

 

2 – Fale de coisas que a outra pessoa goste

Já no início do século passado o americano Dale Carnegie, autor do best-seller “Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas” (1936), destacava a importância do rapport nas relações.  

Ele já havia compreendido que as pessoas gostam de falar das coisas que amam fazer ou ter.

Por isso, trazer assuntos que possam interessar ao outro para uma primeira abordagem certamente irá te auxiliar a reter sua atenção.

A pessoa ficará animada, se sentirá interessada em prosseguir a conversa e ouvir com maior boa vontade outros temas que você venha a levantar!

Não se trata de provocar uma conversa artificial só para fazer uma introdução. Falo em genuinamente você se interessar pela pessoa com quem quer trocar ideias e educadamente fazê-la se sentir feliz por estar interagindo com você.

 

3 – Tenha uma escuta ativa

Quando o papo engrena, todo mundo quer falar. As pessoas tendem a se empolgar e parecem esperar o outro fechar a boca para já pegar a palavra e contar mais histórias. E mal ouvem o que o outro diz. Isso é tão comum…

Ouvir o outro, de verdade, é mais que um sinal de respeito e de boa educação. É essencial. Seja num bate papo animado, num momento em que o outro precisa e quer desabafar contigo ou mesmo numa discussão.

Ouvir o outro te fará compreender o que ele pensa e sente e suas palavras te permitirão refletir e responder com propriedade. O que você disser para esta pessoa fará sentido e poderá impactar em sua vida. Isso sim, será uma comunicação exitosa.

 

4 – Escolha as boas sementes

Palavras são como sementes que jogamos nos jardins das pessoas com quem nos comunicamos. Da mesma forma que você busca manter seu jardim florido e bem cuidado, certifique-se de fazer o mesmo com os das outras pessoas.

Escolha suas palavras com muito carinho. Principalmente em momentos de conflito! Estes exigem ainda mais a nossa atenção, para que possamos nos posicionar e manter a razão.

Certas palavras quando proferidas sem pensar, podem ferir a outra pessoa mais do que um tapa. Palavras marcam – tanto pela beleza, quanto pela capacidade de machucar.

Tendo empatia e uma escuta ativa, você já estará, certamente, bem atenta às suas colocações. Estando conectada com seus valores e sua essência, sua comunicação tenderá a ser clara e justa!

 

5 – Comunicar é trocar

Todo diálogo, toda comunicação, é por essência uma troca. Damos algo (mensagem, informação, atenção) em troca de algo (atenção, apoio, concordância…).

E no desenrolar da conversa você amplia seu mundo ao conhecer o mundo do outro, que te será mostrado enquanto vocês trocam ideias.

Essa é a grande magia da comunicação. Poder interagir com pessoas. Aprender com elas e, sempre que possível, deixar algum aprendizado.

Então troque sempre! Abra-se para o mundo e para as infinitas possibilidades de crescer. Afinal, quando você compartilha, recebe muito em troca.

 

Tornar a comunicação clara é justamente deixar seu canal de comunicação aberto, fluido, para que você possa compreender os outros e se fazer compreender.

Boas comunicações e bons aprendizados!

Nenhum comentário

Postar um comentário