11 ago Estações

Quatro são as estações

Que ao longo de um ano a todos vêm mostrar

Que muitas são as transformações

Pelas quais tudo que é vivo pode passar.

Na Primavera da vida nascemos.

Somos cor, somos flores.

Ao mundo nossos frutos oferecemos,

Explosão de cheiros e sabores.

 

Não tarda e se faz Verão.

Calor que acolhe e ilumina.

Uma luz intensa que nos leva à ação.

Tudo é vida, suor, adrenalina.

 

Com seus amarelos e marrons chega o Outono.

Trazendo aos verdes mais idade.

Após a colheita, bate um sono,

Introspecção, tranquilidade.

 

Faz frio. É inverno.

Os sopros vão dando lugar aos suspiros.

Vemos o passado com olhar terno,

Enfim é chagada a hora. Nos despedimos.

 

Alquimia da vida, eterno transmutar,

Que nos leva a mil cantos.

A Roda gira, sem jamais cessar.

Somos um, sendo tantos.

Nenhum comentário

Postar um comentário